Amélia

A948CEra um coração partido apenas, tentando desfazer todo o mal entendido e construir uma nova vida. Era apenas um coração partido, que buscava a calma, a paz, que buscava ao menos um dia, não sofrer por amor.

Amélia, ela era graciosamente linda, mas sofria, mesmo sem ninguém saber. Sofria por Augusto, do tipo bonitão, dos olhos verdes, que levava devagar sua vida boêmia, sem grandes perspectivas para o futuro. Amélia não conseguia descobrir, porém, que enquanto insistisse nesta história, seu coração continuaria escuro, cheio de angústia e desgosto. Seus olhos mantinham-se fechados aos defeitos de Augusto e ela continuava a se perguntar qual seria seu problema, qual o motivo para que ele não a olhasse com ternura. Mal sabia Amélia que os olhares de Augusto eram sempre tomados de desejo, que suas aventuras não passavam de uma noite, e que naquela mesma cidadezinha, centenas de Amélias choravam pelo desprezo e pelos erros cometidos por aqueles mesmos olhos verdes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s